domingo, 21 de setembro de 2008

Ira ou justiça de Deus?


Falar sobre a ira de Deus suscita polêmicas porque a maioria das pessoas só quer o Deus de amor, Aquele que enviou Seu único Filho para morrer em nosso lugar sem que mereçamos, Deus que perdoa pecados. Contudo, essas pessoas esqueceram ou procuram não enxergar que o mesmo Deus de amor é também SANTO e JUSTO.
Será que seria justo deixar o homem eternamente impune pelo seu pecado? Será que seria justo não condenar o homem quando se compara a sua ignominiosa natureza com a santidade de Deus?
Penso em Deus como um Pai, amoroso, disposto a me amar e a receber o meu amor, mas que não é e nunca vai concordar com minha desobediência. E que Pai diria a seu filho, andando no erro, que tudo está bem quando na verdade não está? É o amor de Deus que faz separação entre justos e injustos, entre santos e ímpios, entre salvação e perdição. A porta da salvação ainda está aberta, o único caminho (Jesus Cristo) já fez a parte dele, ele morreu por você, para que você possa ter a vida eterna, e ele não parou aí, mas deixou um Consolador (Espírito Santo) para ajudá-lo a ter uma vida pura.

"Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados." Sl 53:5

2 comentários:

Tábita disse...

Muito interessante seu pensamento Ceci.

As veses só escutamos pregações pregações sobre receber bençaos. E esquecemos que Deus também cobra uma posição de nós!!!!

Deus é justiça, e também fogo consumidor!!

Nilton disse...

Essa é a nossa maior alegria...

Cristo morreu por nós sendo nós ainda pecadores...

Recebemos isso de graça... E damos de graça...

Romanos 5
1 Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo;
2 Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus.